© PNUD

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e a Iniciativa pela Pobreza e Desenvolvimento Humano da Universidade de Oxford (OPHI) convidam-no a inscrever-se no curso online  massivo  e grátis sobre o “Desenho do Índice da Pobreza Multidimensional (IPM)”.

O curso foi lançado hoje e está aberto a todos os que estejam interessados em estudar e analisar a pobreza, a nível local e nacional. Os decisores políticos, técnicos das instituições públicas e actores de desenvolvimento são especialmente encorajados a participarem nesta formação, para terem uma melhor percepção das várias dimensões da pobreza, como medi-las e como combatê-las.

As aulas serão online, dadas em inglês e terão a duração de um mês - de 16 de Março a 17 de Abril. O curso será adaptado às necessidades e experiências de cada país e para isso foram incluídos os contributos dos vários escritórios regionais do PNUD, incluindo o Escritório Regional de África.

Os primeiros módulos serão leccionados pelo Administrador do PNUD, Achim Steiner, e pela Directora da OPHI, Sabina Alkire, pois ambas as instituições entendem o valor acrescentado que este curso trará para todos. O PNUD e a OPHI estão empenhados em ensinar gratuitamente os métodos e conceitos de desenho do Índice da Pobreza Multidimensional, para contribuir para os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável, em particular o número 1, que pretende acabar com a pobreza em todas as suas formas e em todos os lugares.

De referir que o relatório do Índice de Pobreza Multidimensional global 2019 revelou que 51,1% da população em Angola vive em pobreza multidimensional. No ano passado, o Instituto Nacional de Estatística (INE) ‒ em parceria com o PNUD e a OPHI ‒ publicou o primeiro Relatório sobre Pobreza Multidimensional nos Municípios de Angola, que apresenta os níveis da pobreza multidimensional em todos os 164 municípios do país.

O Índice de Pobreza Multidimensional global tem três dimensões ‒ saúde, educação e nível de vida ‒ e 10 indicadores. Saiba mais e inscreva-se aqui.

 

 

 

 

 

Icon of SDG 01 Icon of SDG 02

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Angola 
Ir a PNUD Global

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue