O Ministério da Economia e Planeamento (MEP) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) em Angola assinaram esta hoje , sexta- feira, 8 de Outubro, às 14 horas, em Luanda, um acordo de financiamento e cooperação no âmbito da aceleração do Programa de Reconversão da Economia Informal (PREI).

O acordo para a aceleração do PREI, avaliado em três milhões de dólares norte-americanos será assinado pelo Ministro da Economia e Planeamento, Mário Augusto Caetano João, e pelo Representante Residente do PNUD em Angola, Edo Stork, na sala de Imprensa Carlos Rocha “Dilolwa”, localizada na sede do MEP, Avenida do 1º Congresso do MPLA, Edifício CIF One, 9º andar, Luanda.

Considerando o peso substancial da informalidade na economia angolana e o impacto da pandemia da COVID-19 sobre a economia informal, o Governo angolano tem envidado esforços para desenvolver acções que visem acelerar a implementação do PREI. Neste prisma, o PNUD apresenta-se como um dos parceiros estratégicos do Governo para implementação das intervenções prioritárias do Programa.

A parceria entre o PNUD e o MEP visa promover uma transição inclusiva da economia informal para a economia formal, bem como melhorar o acesso aos serviços de apoio para o desenvolvimento de negócios e serviços financeiros digitais (dinheiro móvel), assim como reforçar a capacidade da unidade de gestão técnica do PREI.

A transição da economia informal para economia formal visa criar melhores condições para os trabalhadores informais. Para isso, será promovida a inclusão dos trabalhadores informais na segurança social, incluindo o diálogo social e a colaboração com os serviços de proximidade nos mercados urbanos.

O MEP, PNUD e os seus parceiros de implementação do PREI comprometem-se ainda a realizar intervenções destinadas a garantir um processo inclusivo, com enfoque especial nas mulheres, nos jovens e na classe social mais vulnerável.

GABINETE DE COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL E IMPRENSA, em Luanda, aos 08 de Outubro de 2021.

Contactos para mais informações:

Ministério da Economia e Planeamento – Benedito Kayela - benedito.kayela@mep.gov.ao

Unidade de Comunicação do PNUD – Cláudia Fernandes – Claudia.fernandes@undp.org

Icon of SDG 01 Icon of SDG 05 Icon of SDG 08 Icon of SDG 17

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Angola 
Ir a PNUD Global

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue