© PNUD Angola,2020

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) em Angola está a apoiar o Gabinete Provincial de Saúde de Luanda no desenvolvimento de uma estratégia de saúde comunitária.

“O objectivo do Gabinete Provincial de Saúde de Luanda é usar a COVID-19 como uma oportunidade para conceber e implementar uma estratégia sanitária que envolva a comunidade, que não só ajudará a abordar a ameaça da pandemia da COVID-19, mas também ajudará a alcançar os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável, a longo prazo”, afirmou Mamisoa Rangers, Coordenadora do Projecto PNUD/Fundo Global.

Para tal, o governo provincial pode contar com a assistência técnica do PNUD, que vai acompanhar o exercício de planeamento estratégico.  Aproveitando a experiência da equipa Fundo Global do PNUD na mobilização comunitária no âmbito do VIH e a expertise e soluções do Laboratório de Aceleração, o PNUD conseguiu já identificar e mapear os recursos, capacidades, conhecimentos e parcerias necessários para uma estratégia eficaz que beneficia a população luandina.  No centro da estratégia estão as famílias e o voluntariado.

Os primeiros passos já foram dados, com a realização de um encontro com a Plataforma Inter-Religiosa para a COVID-19, dois Ateliers com os membros da Rede Angolana de Organizações de Serviços de Sida (ANASO), e outro encontro com a Equipa Conjunta de Agências da ONU sobre o VIH/SIDA.

Com a Plataforma Inter-Religiosa para a COVID-19, que inclui representantes da Comissão Episcopal (Igreja Católica), CICA (Conselho das Igrejas Cristãs de Angola), Igreja Tokoista e da Conferência Islâmica, foi elaborado um Plano de Engajamento comunitário que foi, posteriormente, apresentado aos líderes religiosos. 

Esta Plataforma quer apoiar os esforços do governo da província na resposta à pandemia e, para tal, e já esta fornecendo serviços essenciais à comunidade, como sestas básica e visitas domiciliares, com o apoio de voluntários.

As duas consultas com a ANASO, com o apoio técnico da ONUSIDA, permitiram identificar as dificuldades reportadas pelas várias ONG’s, como o acesso aos insumos (máscaras, materiais IEC, transporte, comunicação), a para que se encontrem alternativas para soluções. Uma estratégia de engajamento para sociedade civil foi esboçada graças às consultas, que incluem um pacote de serviços comunitários, conforme as directivas da Organização Mundial de Saúde (OMS). 

© PNUD Angola,2020

O encontro com a Equipa Conjunta das Nações Unidas  sobre o VIH/SIDA – ONUSIDA, Organização Mundial de Saúde, Fundo das Nações Unidas para a População e PNUD – serviu para partilhar informações sobre as intervenções da cada agência na resposta ao COVID-19,  desenvolver um consenso sobre as prioridades para o Sistema das Nações Unidas, nas cuais figura o financiamento e o apoio técnico a resposta comunitária. .

O PNUD vai consolidar os achados das três consultas e apresentar uma proposta de estratégia comunitária à COVID-19 ao Governo da Província de Luanda, com vista a introduzir a estratégia nos 9 Municípios da capital de Angola. As Comunidades fazem a diferença, na resposta ao COVID-19, tal como no alcance dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável. 

Icon of SDG 03

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Angola 
Ir a PNUD Global

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue