ONU NEWS

Na próxima semana, o mundo se reunirá na sede das Nações Unidas, em Nova York, para a Cúpula de Ação Climática, que visa promover um grande avanço na ambição global ao abordar a emergência sobre acções climáticas. Outro ano de ondas de calor, tempestades e perturbações climáticas recorde nos diz que não temos escolha a não ser agir agora antes que seja tarde demais.

Ao nos prepararmos para esta reunião crucial, devemos lembrar que o Protocolo de Montreal é um exemplo inspirador de como a humanidade é capaz de cooperar para enfrentar um desafio global e um instrumento essencial para enfrentar a crise climática de hoje. Sob esse tratado internacional, as nações trabalham há 32 anos para reduzir o uso de produtos químicos que destroem a camada de ozônio, amplamente utilizados pela indústria de refrigeração. Como resultado, a camada de ozônio que nos protege da radiação ultravioleta nociva do sol está a se recuperar.

O Protocolo de Montreal pode fornecer um resultado igualmente significativo sobre as mudanças climáticas através da Emenda Kigali, que visa os hidrofluorcarbonetos (HFCs), gases potentes de aquecimento climático ainda usados ​​em sistemas de refrigeração. Eliminar essa possibilidade pode reduzir o aquecimento global em até 0,4 ° C neste século. À medida que a indústria redesenha os aparelhos para substituir os HFCs, também é essencial melhorar sua eficiência energética para reduzir ainda mais o seu impacto ao clima.

O Protocolo de Montreal foi um sucesso devido ao apoio global unânime. Louvo as 81 nações que ratificaram a Emenda Kigali e incentivo todas as outras a seguir o exemplo.

Como focamos corretamente nossas energias no combate às mudanças climáticas, devemos ter cuidado para não negligenciar a camada de ozônio e permanecer alerta à ameaça representada pelo uso ilegal de gases que empobrecem a camada de ozônio. A recente detecção de emissões de um desses gases, o CFC-11, nos lembra que precisamos de sistemas contínuos de monitoria e relatório, além de regulamentos e aplicação aprimorados.

A implementação da Emenda Kigali será o centro das ações climáticas. Precisamos que todos os países desenvolvam Planos de Acções Nacionais de Resfriamento para fornecer um resfriamento eficiente e sustentável e trazer serviços essenciais de preservação da vida, como vacinas e alimentos seguros para todas as pessoas. Estamos pedindo ações concretas e aprimoradas da indústria. A liderança das empresas líderes mundiais é essencial para realizar a visão em realidade.

Uma camada saudável de ozônio e um clima são essenciais para cumprir todos os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. O Protocolo de Montreal continua a proteger as pessoas e o planeta. Que este Dia Internacional para a Preservação da Camada de Ozônio seja uma inspiração para uma maior ambição no resfriamento, na Cúpula de Ação Climática e além.

PNUD PNUD no mundo

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Croácia Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Emirados Árabes Unidos Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Federação Russa Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue