UNDP Serra Leoa

À medida que a taxa de novos casos de COVID-19 acelera em todo o mundo, expõe os custos potencialmente devastadores das perdas de emprego e de rendimento. As transferências incondicionais de dinheiro de emergência podem atenuar os piores efeitos imediatos da crise da COVID-19 para as famílias mais pobres, que de momento não têm acesso a assistência social ou protecção de seguros.

O relatório “Temporary Basic Income, Protecting Poor and Vulnerable People in Developing Countries”, lançado pelo PNUD, na última semana demonstra as estimativas de uma Renda Básica Temporária (RBT), uma renda mínima garantida acima da linha da pobreza, para pessoas vulneráveis, ​​em 132 países em desenvolvimento.

Uma Renda Básica Temporária equivale a entre 0,27 e 0,63% de seu PIB combinado, dependendo da política implementada:

I. complementos dos rendimentos médios existentes em cada país, até um limite de vulnerabilidade;

II. transferências de um montante fixo, adaptável às diferenças entre países e os custos de vida médio de cada país; ou,

iii. transferências de um montante fixo e uniform, independentemente do país em que as pessoas vivem.

Uma Renda Básica Temporária é uma possibilidade e o diálogo e análise sobre a mesma pode criar uma conversa mais ampla sobre como construir sistemas abrangentes de protecção e segurança social, que tornem os mais pobres resilientes às crises económicas do presente e do futuro.

Autores: George Gray Molina, Eduardo Ortiz-Juarez

Leia aqui o relatório completo (inglês)- “Temporary Basic Income, Protecting Poor and Vulnerable People in Developing Countries”

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Angola 
Ir a PNUD Global

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue