O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento participou, a 25 de Novembro, no Workshop sobre o Modelo Integrado dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (Modelo iSDG). O evento foi liderado pelo Ministério da Economia e Planeamento, com o apoio do Sistema das Nações Unidas em Angola, e serviu para identificar as necessidades do País em termos de análise de planeamento estratégico aplicável à implementação do modelo iSDG. Revelou-se, assim, como uma primeira oportunidade para as partes declararem as suas necessidades e motivações ao ver novas políticas em torno de modelos de negócios, saúde, empregos e protecção social que possam impulsionar ou ser impactados pelo plano nacional.

O Modelo iSDG é uma estrutura de simulação participativa e interactiva "para apoiar o planeamento do desenvolvimento a longo prazo, incluindo o Plano de Desenvolvimento Nacional e a estratégia de desenvolvimento Angola 2025-2050", afirmou o Representante Residente do PNUD, Edo Stork, em representação da Coordenadora do Sistema das Nações Unidas em Angola, Zahira Virani.

O novo modelo “baseia-se no conceito de systems thinking, uma abordagem sistémica que permite considerar as diferentes interligações que existem entre os programas do PDN e também entre os ODS”, continuou Edo Stork. Assim, vai permitir "avaliar uma ampla combinação de políticas e programas para catalisar a realização dos ODS em Angola de forma integrada e coerente".

O evento teve a duração de dois dias e decorreu na Sala de Conferências do Instituto Nacional de Estatísticas (INE). Na primeira sessão, os representantes do Governo de Angola com responsabilidade de gestão do desenvolvimento e implementação do Plano de Desenvolvimento Nacional (PDN) 2018-2022 e técnicos do INE identificaram as prioridades e necessidades do país, bem como os desafios a ultrapassar, em particular as políticas, com o auxílio do modelo de simulação integrado. No segundo dia, 26 de Novembro, os participantes discutiram os aspectos e conhecimentos técnicos sobre o desenho das políticas.

A implementação do modelo iSDG permitirá alinhar os ODS com os Plano Estratégicos Nacionais de Angola encontrando soluções mais sustentáveis, inclusivas e construtivas na continuação do desenvolvimento social do país, para todos os Angolanos, sem deixar ninguém para trás.

Icon of SDG 17

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Angola 
Ir a PNUD Global

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue