Da esquerda para direita: Representante Residente do PNUD durante a cerimónia de autorga de certificados. Bancada da cooperativa CATOCA durante a visita da Ministra do MASFAMU e do Representante do PNUD.©PNUD Angola

Neste Dia Internacional do Empreendedorismo Feminino (19 de Novembro), o Ministério da Acção Social, Família e Promoção da Mulher (MASFAMU) celebrou o encerramento da “Formação sobre a criação de Cooperativas” para mulheres, sob o lema “Cooperar é Vencer!”. A formação, que começou a 06 de Outubro e terminou esta semana, está enquadrada num ciclo de capacitação e formalização de cooperativas, que tem como  objectivo  apoiar  mulheres a formarem novas cooperativas, formalizarem cooperativas  existentes  e a criarem pequenos negócios para melhorar a segurança económica das suas famílias. 

A cerimónia de encerramento realizou-se na Escola Nacional de Administração e Políticas Públicas, e contou com a presença da Ministra do MASFAMU , Dra. Faustina Inglês, do Representante Residente do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) em Angola, Dr. Edo Stork, e do Director  do Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas (INAPEM).

Na sua intervensção, a Ministra do MASFAMU, Dra. Faustina Inglês,  frisou que o sistema do cooperativismo evidencia o combate a pobreza e o crescimento económico  inclusivo. Destacou que beneficiaram da formação 176 formandos, dos quais 125 mulheres e 51 homens. Concluiu  reiterando  que esta  formação de formadores será extensiva ao nível nacional para apoiar a criação de mais cooperativas comunitárias e prover a municipalização da accção social.

“As cooperativas estão baseadas em valores de ajuda mútua, responsabilidade, solidariedade, democracia e participação. São uma força vital para uma maior participação das pessoas, com um maior impacto na produtividade e no desenvolvimento da economia local, e contribuem ao  combate à pobreza”, referiu o Representante Residente do PNUD em Angola, Dr. Edo Stork. O Representante  parabenizou  e desejou  sucessos a todos os formandos.

Com esta formação, os formandos aprederam sobre a gestão empresarial, responsabilidade administrativa e as condições de acesso a micro créditos, e como  formar  cooperativas sólidas e  legalizá-las.  Os beneficiários estam envolvidos em várias áreas de negócios, incluindo agricultura, criação de animais de pequeno porte, aquicultura, pescas, apicultura, corte e costura, produção de sabão, moageiras, artesanato, comércio, entre outras actividades.

Esta acção piloto de Luanda dá início  à um processo cascata que  deverá ser repetida em  outras províncias pelos governos provinciais e administrações locais.

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Angola 
Ir a PNUD Global

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue