Cada pessoa tem direito a todos os direitos: civis, políticos, económicos, sociais e culturais. Independentemente de onde vivem. Independentemente da raça, etnia, religião, origem social, gênero, orientação sexual, opinião política ou outra, deficiência ou rendimento ou qualquer outro status. Neste dia internacional, apelo a todos para apoiar e proteger os jovens que defendem os direitos humanos.
Apesar dos progressos substanciais feitos em dimensões como educação, saúde e padrões de vida, as necessidades básicas de muitas pessoas no mundo continuam sem respostas. Ainda persistem grandes desigualdades nas dimensões chave do desenvolvimento humano.
A corrupção ameaça o bem-estar das nossas sociedades, o futuro de nossos filhos e a saúde de nosso planeta. Deve ser combatida por todos e em nome de todos.
"A corrupção sufoca o crescimento económico e a inovação, e desencoraja o investimento tanto interno como externo. A corrupção desvia fundos destinados à serviços essenciais como saúde, educação, água potável, sanitação e habitação".
"No Dia Internacional do Voluntário, saudamos os cerca de mil milhões de voluntários que oferecem as suas habilidades, tempo e entusiasmo às comunidades em todo o mundo" frisou Achim Steiner.
Neste Dia Mundial da SIDA 2019, estamos honrando as contribuições vitais e variadas que as comunidades ao redor do mundo fazem para a resposta ao HIV. Inclui tudo, desde abordar o estigma, a discriminação e defender os direitos humanos - aumentar o acesso a serviços de tratamento e garantir que as pessoas estejam no centro da formulação e implementação de políticas.
O novo Documento do Programa do PNUD para o País, com o foco de «Não Deixar Ninguém para Trás», que irá apoiar directamente o Plano de Desenvolvimento Nacional 2018-2022, a Visão Angolana 2025-50, e outras políticas e estratégias nacionais chave, e enquadrado no novo Quadro de Parceria entre o Governo de Angola e o Sistema das Nações Unidas (UNDAF) para o período 2020-2022.

Sobre Angola

Saiba Mais

30.175.553

Projecção da população (2019)

28,8%

Taxa de desemprego

3,8%

Indice de satisfação

71,01%

Taxa de alfabetização

Saiba Mais

PNUD PNUD no mundo

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Croácia Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Emirados Árabes Unidos Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Federação Russa Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue