O Centro de Direitos Humanos e Cidadania da FDUCAN promoveu hoje, 03 de Julho, no mercado do 30, Viana, um acto formal de abertura do projeto "Apoio as Vítimas de Violência Doméstica em período de COVID".
In March 2020, the UNDP Office in Angola took over the COVID-19 response for the country, focused on four areas of intervention: 1) Resilient Health Systems; 2) Economic and Social Impact; 3) National Strategic and Inclusive Leadership and Accelerated Laboratory facilitated 4) Innovations for Critical Programs, Response and Recovery. This response, in addition to covering all UNDP assistance, is integrating Gender and Human Rights approaches in Response and Recovery.
Em Março de 2020, o Escritório do PNUD em Angola assumiu a resposta da COVID-19 para o país, focada em quatro áreas de intervenção: 1) Sistemas de Saúde resilientes; 2) Impacto Económico e Social; 3) Liderança Estratégica e Inclusiva Nacional e Laboratório de Aceleração facilitado 4) Inovações para Programas Críticos, Resposta e Recuperação. Esta resposta além de abranger toda a assistência do PNUD, está a integrar as abordagens de Género e dos Direitos Humanos em Resposta e Recuperação.
Ending his mission that started in March 2016 by the end of June 2020, the UNDP Resident Representative, Henrik Fredborg Larsen, met with the Office of the President and her Excellency State Minister Carolina Cerqueira on Monday 29 June 2020.
Em fim da Sua missão que começou em Março de 2016 até finais de Junho de 2020, o Representante Residente do PNUD, Henrik Fredborg Larsen, reuniu-se hoje segunda-feira, dia 29 de Junho de 2020, com o Gabinete do Presidente e com a Sua Excelentíssima Ministra de Estado para Área Social, Dra. Carolina Cerqueira.
PNUD publica os resultados do estudo sobre “O papel do desenvolvimento das competências profissionais na promoção do emprego em Angola: estudo de caso da província da Huíla” realizado entre 2019 e 2020.
O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) continua a ser Agência mais transparente da ONU e ocupa a terceira posição como organização de desenvolvimento mais transparente do mundo, segundo um importante índice global publicado hoje.

Sobre Angola

Saiba Mais

30.175.553

Projecção da população (2019)

28,8%

Taxa de desemprego

3,8%

Indice de satisfação

71,01%

Taxa de alfabetização

Saiba Mais

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Angola 
Ir a PNUD Global

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue