ONU News

31 outubro 2018

1,4 milhão de pessoas migram para as cidades todas as semanas; ritmo de urbanização impõe desafios às áreas urbanas; cerca de 77 milhões de residentes urbanos correm o risco de cair na pobreza.

O Secretário-geral da ONU, António Guterres, alertou para as “implicações significativas” da forma como as cidades se estão a desenvolver actualmente.

No Dia Mundial das Cidades, Guterres lembrou vários acordos internacionais para lidar com a crescente urbanização do planeta e que definem “um roteiro para um mundo mais sustentável e resiliente.”

Urbanização

Secretário-geral da ONU, António Guterres destaca importância de resiliência e sustentabilidade no Dia Mundial das Cidades.

Secretário-geral da ONU, António Guterres destaca importância de resiliência e sustentabilidade no Dia Mundial das Cidades.

Para o líder da ONU, é necessário trabalhar em conjunto para conseguir responder ao “1,4 milhão de pessoas que se mudam para as cidades” todas as semanas.

Em mensagem especial, Guterres lembra que “a rápida urbanização pode sobrecarregar as capacidades locais, contribuindo para aumentar o risco de desastres naturais provocados pelo homem.”

Exemplos

O Secretário-geral dá alguns exemplos de casos em que as cidades se têm “vindo a esforçar para aumentar a sua resiliência e sustentabilidade.”

Bangcock, capital da Tailândia, por exemplo, construiu instalações de armazenamento de água subterrânea “para lidar com o aumento do risco de inundação e economizar água para períodos mais secos.” Em Quito, no Equador, o governo local recuperou ou protegeu “mais de 200 mil hectares de terra para aumentar a protecção contra inundações, reduzir a erosão e salvaguardar o fornecimento de água doce e a biodiversidade da cidade.”

Já Joanesburgo, está a envolver  os moradores na recuperação de espaços públicos, para que possam ser usados ​​com segurança para lazer, a tividades desportivas, eventos comunitários e serviços.

Guterres termina a sua mensagem com um apelo para que todos “trabalhem juntos para construir cidades sustentáveis ​​e resilientes que ofereçam segurança e oportunidades para todos.”

Sensibilização

Segundo a ONU Habitat, cerca de 77 milhões de residentes urbanos correm o risco de cair na pobreza.

Outubro foi o mês de sensibilização patra as questões da urbanização. Segundo o Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos, ONU Habitat, este ano foram organizados um número recorde de eventos para discutir o tema em 30 países.

Para a diretora executiva da ONU Habitat, Maimunah Mohd Sharif, “se as cidades não investirem em resiliência, os custos em termos económicos, sociais, políticos e humanos vão aumentar.”

A representante lembra que “as cidades também são um caldeirão onde as desigualdades são exacerbadas, levando à agitação social e ao potencial de conflito”, por isso, considera que é fundamental “investir em resiliência.”

A ONU Habitat estima que que sem acção sobre as mudanças climáticas cerca de 77 milhões de residentes urbanos correm o risco de cair na pobreza.

Fonte: https://news.un.org/pt/

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Angola 
Ir a PNUD Global

A

A ex-República jugoslava da Macedônia Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Croácia Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Emirados Árabes Unidos Equador Eritréia Escritório do Pacífico Etiópia

F

Federação Russa Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Suazilândia Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue