A Administradora do PNUD, Helen Clark, visita a Guiné Equatorial

Oct 31, 2016

Malabo, 31 de Outubro de 2016 - Helen Clark, Administradora do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e Presidente do Grupo das Nações Unidas para o Desenvolvimento (UNDG), estará na Guiné Equatorial de 1 a 4 de Novembro de 2016. Durante a sua visita de três dias, Helen Clark se reunirá com os mais altos funcionários do país, incluindo Sua Excelência o Presidente da República da Guiné Equatorial Obiang Nguema Mbasogo; Sua Excelência o Primeiro-Ministro encarregado da Coordenação Administrativa Francisco Pascual Obama Asue; Sua Excelência o Ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação Internacional Agapito Mba Mokuy.

O Administradora do PNUD terá a oportunidade de apreciar o desenvolvimento económico e social do país e os seus desafios em matéria de desenvolvimento sustentável, graças aos projectos e programas do PNUD. A Sra. Clark visitará dois projetos emblemáticos resultantes de uma parceria entre o Governo, o PNUD e o Fundo para o Meio Mundial para o Ambiente, a fim de avaliar o desenvolvimento económico e social do país e os desafios do desenvolvimento sustentável e atender aos beneficiários e às diversas partes interessadas. Os projectos são a Reserva Científica da Gran Caldera de Luba, um projecto de protecção da biodiversidade na ilha de Bioko e um programa de formação em tecnologia da informação e das comunicações em Bata, a segunda maior cidade do país, no continente.

Enquanto estiver em Bata, a Chefe do PNUD se reunirá com Sua Excelência Teresa Efua Asangono, Presidente do Parlamento, mulheres parlamentares e líderes femininas. Esta visita inicial à Guiné Equatorial permitirá que Helen Clark se encontre pela primeira vez com a equipa das Nações Unidas do país, parceiros técnicos e financeiros e os meios de comunicação.

Helen Clark também presidirá a cerimónia de abertura da Reunião Anual do PNUD África, ao lado de H.E. Presidente Obiang Nguema Mbasogo. Durante este grande encontro anual, os altos executivos e economistas do PNUD avaliarão estratégias para ajudar os países na implementação dos ODS.

O Presidente Obiang Nguema Mbasogo, a Administradora do PNUD Helen Clark e o Director Regional do PNUD para África, Abdoulaye Mar Dieye, vão lançar o Relatório de Desenvolvimento Humano Africano 2016 - Acelerar a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres em África - Em Malabo.

O relatório revela que a desigualdade de género custa para a África subsaariana em média cerca de US $ 95 bilhões anuais, atingindo US $ 105 bilhões em 2014 (6% do PIB regional), o que dificulta os esforços do continente para o desenvolvimento humano e o crescimento económico inclusivo.

A visita da Sra. Clark ocorre no contexto de uma desaceleração económica geral na sequência da queda nos preços do petróleo. A descoberta de petróleo na Guiné Equatorial na década de 1990, deu início a um tremendo boom económico, alimentando investimentos maciços nas infra-estruturas socioeconómicas do país.

No entanto, tal como muitos países produtores de petróleo na região, a Guiné Equatorial está a sofrer um abrandamento da sua taxa de crescimento económico, devido à queda dos preços do petróleo combinada com as reduções na produção de petróleo, um factor altamente dominante na economia. Conscientes da necessidade de tornar o crescimento mais inclusivo e de alargar as suas bases, as autoridades desenvolveram um plano global de desenvolvimento económico e social nacional, visando diversificar a economia.

Sobre Helen Clark Originária da Nova Zelândia, Helen Clark se tornou a Administradora do PNUD em 20 de Abril de 2009. Ela é a primeira mulher a liderar a organização. Helen Clark também preside o UNDG, um Comité formado pelos chefes de todos os fundos das Nações Unidas, programas e departamentos que trabalham especificamente em questões de desenvolvimento.

Antes de sua nomeação para o PNUD, Helen Clark exerceu três mandatos sucessivos como Primeira Ministra da Nova Zelândia, de 1999 a 2008, ao mesmo tempo que actuava como Diretora de Serviços de Inteligência de Segurança da Nova Zelândia e como Ministra das Artes, Cultura e Património.

Entre 1987 e 1990, ocupou vários cargos ministeriais e ocupou o cargo de Vice-Primeira Ministra de Agosto de 1989 a Novembro de 1990, depois da qual se tornou Vice-Presidente da oposição, antes de assumir a liderança do partido em Dezembro de 1993 e de tornar-se posteriormente em Primeira Ministra.

Eleita como Membro do Parlamento pela primeira vez em 1981, Helen Clark teve uma longa carreira parlamentar, durante a qual presidiu a Comissão Especial de Relações Exteriores. Também leccionou no Departamento de Estudos Políticos da Universidade de Auckland.

Contact information

Siga-nos em Twitter: @undp, @UNDPAfrica, @pnud, @pnud_fr, #RBAtalks2016, #AfHDR2016

Para obter mais informações, por favor contacte:

Em Malabo

Domingos Mazivila, Conselheiro Económico: domingos.mazivila@undp.org, +240-222-125-771
Lamine Bal, Especialista de Comunicação: lamine.bal@undp.org,  +1-646-242-3253
Ngone Sow, Especialista de Comunicação: ngone.sow@undp.org, +221-77-104-5328

######

ABOUT UNDP: O PNUD se associa com pessoas de todos os níveis da sociedade para ajudar a construir nações que podem resistir a crises e impulsionar e sustentar o tipo de crescimento que melhora a qualidade de vida de todos. Presentes em mais de 170 países e territórios, oferecemos uma perspectiva global e um conhecimento local para ajudar a capacitar as pessoas e construir nações resilientes. Para saber maisin formações, visite o nosso website: www.undp.org