Parceria pelo desenvolvimento sustentável entre JICA e PNUD beneficiará comunidades locais em Angola

Dec 4, 2017

Luanda, 4 de Dezembro de 2017. O Director do PNUD em Angola, Henrik Fredborg Larsen e o Representante da Cooperação Japonesa (JICA), Mr. Seiji Kato, assinaram hoje, um Memorando de Entendimento entre o PNUD no país e JICA, para marcar a cooperação para desenvolvimento e promoção de iniciativas que apoiem as comunidades locais pobres no fornecimento de iluminação para as suas actividades diárias, bem como a melhoria das condições de vida dando prioridade aos agregados familiares chefiados por mulheres.

O Director do PNUD em Angola, ressaltou a satisfação em ser parceiro do JICA neste trabalho de mais-valia para o país e para a sua capacidade efectiva em alcançar progressos demostráveis na vida das comunidades rurais angolanas. “É com enorme satisfação que assino este Memorando para apoiar a promoção da igualdade de género e garantia de acesso à electricidade das camadas mais vulneráveis, reafirmando, uma vez mais, o compromisso do PNUD em acompanhar o caminho de desenvolvimento de Angola através de contribuições alinhadas com as metas importantes dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável, dando prioridade aos agregados familiares chefiados por mulheres”, declarou.

“Fico muito feliz em assinar este Memorando com o PNUD porque representa um contributo importante para a melhoria de condições de vida das comunidades seleccionadas, mas também permite identificar oportunidades estratégicas futuras e áreas de políticas estratégicas nessa caminhada colectiva para cumprirmos os objetivos e metas da Agenda 2030. Por isso, acredito que vamos alcançar bons resultados, porque quando as mulheres são economicamente empoderadas, toda a comunidade beneficia”, frisou Representante da Cooperação Japonesa (JICA), Mr. Seiji Kato.

Com esta iniciativa, que se concretiza no âmbito da cooperação existente entre JICA e o PNUD, pretende-se contribuir para melhorias importantes na vida das famílias (especialmente mulheres),  através do aumento do empreendedorismo, bem como a melhoria da segurança doméstica e dos espaços públicos.

De realçar que o PNUD irá implementar a distribuição dos 300 equipamentos solares em parceria com a ADPP, SODEPAC e o INBAC, através de dois potenciais projectos em implementação, nomeadamente: i) Projecto Kikula Ku Moxi, que visa melhorar o fornecimento de produtos agrícolas por agricultores e pequenas e médias empresas; ii) Projecto das Áreas Protegidas para a efectiva conservação da biodiversidade financiado pelo GEF, implementado pelo INBAC, com o apoio do PNUD, em que os sistemas serão usados para carregar rádios portáteis em áreas remotas,  fortalecendo a comunicação e a segurança dos fiscais nas áreas protegidas;  iii) Comunidades de baixa renda nas províncias de Cunene, Huambo e Cuanza Sul. .

No âmbito do Plano Estratégico 2018-2021, o PNUD pretende cooperar activamente com JICA e os sectores empresariais privados em uma série de questões como a erradicação da pobreza, a boa governação, o meio ambiente, a energia, a igualdade de género e a resiliência, albergando "toda a sociedade" e abordagens inovadoras.

Ficha Técnica sobre os Equipamentos Solares

O sistema de armazenamento solar fabricado pela PANASONIC é um sistema de armazenamento de energia de pequena escala que fornece iluminação LED para áreas sem acesso à eletricidade. Para a África, o pacote está equipado com três unidades de lâmpadas LED e uma tomada USB que permite o carregamento de telemóvel. O produto é totalmente carregado em cerca de 5 horas com energia do painel solar de alta potência para um uso de meio dia, e a garantia de uso é de 5 anos.

Este sistema de armazenamento solar de pequena escala pode ser versátil - é fácil de usar e adaptável às necessidades e condições locais. Pode trazer benefícios importantes para comunidades e famílias.