Vozes dos formandos durante a Formação sobre Redução de Risco de Desastres e Desenvolvimento Local Sustentável realizado de 2-6 de Outubro de 2017

Oct 13, 2017

Vozes dos formandos  

Marília Inácio, Técnica do IFAL Namibe

 “A formação foi muito proveitosa, adquiri conhecimentos e valências que vão sustentar o nosso trabalho de agora em diante nas nossas províncias, ou seja, a nossa grande missão que é de contribuir para a incorporação prática das ferramentas de redução de riscos e desastres como parte integral dos processos de desenvolvimento local em Angola. Aproveito para parabenizar todas as Instituições, incluindo o Governo de Angola e o PNUD pela oportunidade concedida aos 30 técnicos que participaram nesta fase de formação presencial”.

Teresa Epako, Técnica do SPCB Luanda

 “Reconhecemos o apoio que temos recebido dos vários parceiros, e esta formação é uma grande oportunidade para a nossa organização em termos de competências para a capacidade nacional para implementar acções de formação aos níveis provinciais e municipais, incluindo a abordagem de género na redução do risco e de desastres, ou seja  como vamos trabalhar ao nível das nossas actividades, como líderes e técnicos  nos planos de preparação e a gestão das emergências. Em termos de desafios, destaco o engajamento das autoridades e dos actores socioeconómicos locais para  incorporar a redução do risco de desastres como parte integral dos processos de desenvolvimento local”.

Marquinha Mário, Técnica do SPCB

 “A formação está a ser muito boa, estamos num momento em que precisamos identificar as nossas forças, as nossas fraquezas, um momento de reflexão de acordo com o que nós temos. Reflectimos bastante porque as sessões foram muito participativas teóricas e práticas que incluíram visitas de estudo. Estou consciente dos vários desafios, nomeadamente, a gestão de riscos e desastres como parte do processo integral do desenvolvimento local e do planeamento estratégico, com pleno envolvimento dos ministérios sectoriais e  dos governos provinciais no processo anual de planeamento e orçamentação ”.

Arquitecto José Pedro Mayembe, Chefe Departamento de Estudos e Avaliação de Riscos do SPCB Luanda

 “Foi uma excelente oportunidade de aprendizagem em termos de novos conhecimentos e do reforço dos conceitos adquiridos anteriormente noutras sessões de capacitação no tocante aos riscos e desastres. Durante esta semana analisamos os conteudos de uma forma mais profunda em termos de ferramentas utéis que nos vão apoiar na gestão de riscos da maior parte do território angolano e assim estamos preparados para dar respostas atempadas às situações de ocorrência de riscos e desastres. Considero ainda que as expectativas são boas, uma vez que vamos levar as informações para as nossas instituições e províncias, para podermos gerir os nossos planos de resposta com conhecimentos fortalecidos na redução de risco de desastres, com vista a um desenvolvimento local Sustentável”.

Domingos Aerosa,  Técnico do Ministério da Administração do Território

“Esta formação foi uma grande oportunidade em termos de aquisição e partilha de conhecimentos. Reconhecemos esta oportunidade que nos foi dada em termos do reforço de capacidade ao Ministério da Administração do Território e Reforma do Estado de Angola e dos actores socioeconómicos locais para uma maior participação em temas de redução do risco de desastres no âmbito territorial, mas também em termos de ferramentas especificas para a elaboração de projectos com vista a uma recuperação integrada e sustentável das áreas afectadas no território angolano”.