Estudo sobre politicas de crédito e microcrédito com foco no empreendedorismo sustentável lançado na Huíla

Sep 5, 2017

Huíla, 5 de setembro de 2017. A Universidade Mandume Ya  Ndemufayo, o Governo provincial da Huíla e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), lançaram o estudo do Impacto das Politicas de Crédito e Microcrédito no apoio ao Empreendedorismo na Província da Huila, inteiramente produzido pelos pequisadores e colaboradores locais da Universidade Mandume Ya  Ndemufayo na Huíla.

O estudo ilustra como o impacto dos diversos programas de crédito de apoio ao empreendedorismo e a criação do próprio emprego na província da Huíla,  está conectado com a implementação e desenvolvimento de acções que visam não só́ o combate à pobreza, desemprego e exclusão social, como também a criação de emprego das comunidades mais vulneráveis. Igualmente o relatório, apresenta uma avaliação sobre o impacto que estes programas de crédito e microcrédito tiveram sobre o crescimento e desenvolvimento económico e social na província da Huíla.

Na sua intervenção, no evento que contou com a presença da Vice-Governadora  para Área Social, Dra Maria Tchipalavela, do Diginíssimo Reitor da Universidade Mandume Ya  Ndemufayo, o Director do PNUD em Angola, Henrik Fredborg Larsen, destacou que as Universidades têm um papel muito importante, porque através de programas de extensão universitária podem aproximar-se das comunidades e apoiar o governo na realização e avaliação de politicas públicas. “Angola esta focada na elaboração do proximo Plano Nacional de Desenvolvimento de Médio Prazo (2018-2022).  Todas as acções e políticas devem estar alinhadas com os ODS e, visando “não deixar ninguém para trás” no processo de desenvolvimento sustentável”, complementou.

 “Angola, para alcançar os Objectivos de Desenvolvimento até 2030 precisa do compromisso e da acção de todos os parceiros”, disse o Director do PNUD em Angola, Henrik Fredborg Larsen. “As universidades desempenham um papel crucial no desenvolvimento económico. As universidades devem facilitar a dinâmica local, fornecendo informações e estimulando iniciativas e reflexão, a fim de reunir representantes do Governo, empreendedores locais e pesquisadores, organizações da sociedade civil e das empresas”, afirmou.

Recorde-se que o PNUD em todo mundo colabora com as Universidades em diversas áreas. Por sua vez, o Escritório do PNUD em Angola acredita que através do reforço das parcerias e fortalecimento das universidades na área da pesquisa nas esferas ambiental, social e económica, produzirá contribuições relevantes nas seguintes áreas: i)Crescimento inclusivo e sustentável, que conduza à "graduação" do grupo dos países menos desenvolvidos, desenvolvimento humano e implementacao dos Objectivos do desenvolvimento sustentáveis; ii) Governação e Promoção Democrática que consiste na promoção da equidade do genero e Direitos humanos; iii) Sustentabilidade ambiental para a redução de riscos de desastres naturais.

Discurso do Director do PNUD em Angola, Henrik Fredborg Larsen