Luanda recebe VII Conferência para construção da paz na região dos Grandes Lagos

Oct 26, 2016

Luanda, 26 de Outubro. Angola organizou esta semana em Luanda, em parceria com as Nações Unidas, uma Conferência de seguimento para analisar e acordar soluções para as tensões e conflitos existentes na Região dos Grandes Lagos, com ênfase  na situação da República Democrática de Congo (RDC). Igualmente, na referida data realizou-se uma Cimeira de Chefes de Estado presidida pelo Presidente angolano José Eduardo dos Santos com os mandatários da RDC, Joseph Kabila, do Chad e do actual Presidente da União Africana.

A reunião contou com a presença da delegação das Nações Unidas, chefiada pelo Enviado Especial do Secretário Geral da ONU, Said Djinnit, na qual participou também o Coordenador Residente das Nações Unidas em Angola, Paolo Balladelli.

O encontro dos países consistiu na sétima desta natureza e permitiu analisar a situação num diálogo bastante aberto, assim como discutir estratégias de superação por meio do diálogo político e de estratégias de desenvolvimento. As Nações Unidas estão a implementar, em acordo com os países interessados, medidas de protecção da população com os contingentes de paz. Foi sublinhado no encontro que a paz fica gravemente vulnerada por ‘forças negativas’, nomeadamente os grupos não oficiais que escolhem caminhos ilegais para promover os seus interesses, em vez de participar a diálogos nacionais de concertação e assim propor opções baseadas na convivência pacifica e os direitos humanos.

‘Em apoio ao diálogo político – afirmou o Coordenador Residente – é preciso materializar políticas e projectos, para o desenvolvimento sustentável, sem o qual não é viável construir nos países da região, espaços de convivência pacifica entre todos os actores para prevenir os conflictos. E’ o bem-estar social, e em particular o emprego das camadas juvenis, que assegurando um rendimento podem materializar os seus planos de vida o elemento mais relevante por forma a prevenir conflitos e criar condições de paz sustentável.

O encontro analisou a proposta de acções apresentada no relatório de progresso elaborado pelos Ministros de Relações Exteriores, que no dia 24 de Outubro analisaram e avaliaram a implementação das estratégias de apoio a paz na região.