Ministério do Ambiente e o PNUD em Angola trabalham juntos para promover o desenvolvimento da resiliência ao clima e reforçar as capacidades de adaptação para suportar riscos na Bacia hidrográfica do Rio Cuvelai

Sep 29, 2016

 

Luanda, 29 de Setembro de 2016 – A Directora dos Projectos GEF do Ministério do Ambiente, Kâmia De Carvalho e o Director do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) em Angola, Henrik Larsen, acompanhados pelo Director do Gabinete das Alterações Climáticas realizaram no dia 29 de Setembro do ano em curso em Luanda um Workshop de Iniciação (Inception Workshop) do projecto “Promoção do Desenvolvimento de Resiliência ao Clima e Reforço da Capacidade de Adaptação para suportar riscos na Bacia Hidrográfica do Rio Cuvelai”. Este evento é um importante marco para o início do processo de implementação dessa iniciativa, que tem como objectivo reduzir a vulnerabilidade às mudanças climáticas que afectam os habitantes da bacia do Cuvelai, no Sul de Angola.

Durante o evento, Henrik Larsen enfatizou ser de “grande importância a parceria entre MINAMB e PNUD com o financiamento do GEF que actualmente tem um portfolio de projectos aprovados com o PNUD em Angola. Estes recursos contribuem para o fortalecimento institucional do MINAMB, o Gabinete para as Mudanças Climáticas. Igualmente, apoiam o MINAMB no fortalecimento de parcerias com outros Ministérios e com os Governos provinciais conforme as necessidades dos respectivos projectos”. Além disso, destacou que a componente ambiente, que inclui as mudanças climáticas e a biodiversidade, é uma das áreas com maior impacto nas comunidades rurais dos países a nível mundial.

Este projecto sob a liderança do Ministério do Ambiente, até 2020 promoverá o fortalecimento institucional para a monitorização das condições meteorológicas, o desenvolvimento de sistemas de alerta rápido e a redução de risco de secas e enchentes nas comunidades locais. Para que essas metas sejam alcançadas ao longo de 4 anos, o Fundo para os Países Menos Desenvolvidos (LDCF), do Fundo Global para o Ambiente (GEF), disponibilizou a título de fundo perdido o valor de US$ $ 8.200.000. O PNUD também fornece suporte técnico directo ao projecto.

Sendo as mudanças climáticas um dos grandes desafios de desenvolvimento e de constituírem uma ameaça à realização dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável a nível global, torna-se urgente investir para reverter essa ameaça, especialmente nas comunidades mais pobres e mais vulneráveis.