Avanços notáveis no Primeiro Ano dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável: Dr. David Nabarro

Sep 24, 2016

Há um ano, os líderes de 193 países  reuniram-se e assumiram o compromisso de acabar com a pobreza, combater às alterações climáticas e lutar contra a injustiça. Eles chegaram a um acordo histórico sobre um plano para o futuro da humanidade e do nosso mundo. O plano da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, apresenta os passos concretos para melhorar a vida de milhões de pessoas em todo o mundo e do nosso planeta.

Um dos desafios mais importantes da comunidade internacional no nosso século é implementar e alcançar precisamente o "plano mestre" através dos 17 objectivos do desenvolvimento sustentável. Mas tenho a certeza, que se poderá manter o compromisso dos actores principais, se o espírito de cooperação prevalecer e se colocar a humanidade no centro de todas as acções ao longo dos próximos catorze anos, então veremos um enorme progresso na humanidade.

Estou optimista de que será alcançado. Isto porque, os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) baseiam-se em princípios sólidos, que são sustentados em quatro pilares. Em primeiro lugar - eles estão conectados e são inseparáveis, ligando desenvolvimento, direitos humanos, paz e segurança. Segundo - eles são universais, todas as pessoas aplicam-se em todos os lugares. Terceiro - a ser realizado por meio de participação inclusiva de toda a sociedade. Quarto - ninguém deve ser deixado para trás.

Os ODS criaram um propósito comum para o bem-estar das próximas gerações e uma transfromação para o futuro do planeta. É por isso que foi visto como rápido, forte e mesmo urgente em todos os sectores no sentido de práticas e políticas de mudanças mais sustentáveis.

Neste primeiro ano dos ODS, mais de 50 governos, muitas empresas, cientistas e organizações da sociedade civil têm intensificado os seus esforços para tornar os ODS, como o quadro central das suas políticas e acções. Estes sectores têm acelerado a abordagem e os investimentos na recolha de dados e análise de dados, para certificar-se de não deixar ninguém para trás.

Localmente, centenas de cidades e municípios estão adoptando seus próprios planos para atingir os Objectivos. E milhares de comunidades de diferentes sectores da sociedade têm acelerado as suas actividades sob a bandeira dos ODS.

Todos estes passos deram um novo impulso à diminuição das alterações climáticas, a promoção da igualdade de género, mitigação de desastres naturais e redução da desigualdade.

Em julho, vinte governos submeteram os planos dos ODS nas Nações Unidas. Eles mostraram como fizeram dos ODS um quadro central para o desenvolvimento nacional. As metas ajudaram a garantir que as acções estão alinhadas, que o trabalho nos programas de sinergia e que o financiamento é usado de forma tão eficiente quanto possível. Isto significa que a cooperação para o desenvolvimento está alinhado com os ODS. E localmente, as cidades e os municípios estão a adoptar os seus próprios planos para atingir os objectivos.

O impulso do Acordo de Paris sobre as Mudanças Climáticas, também está a acelerar e os governos até agora vinte e sete Nações  já ratificaram o Acordo, incluindo os principais emissores mundiais de gases de efeito estufa, incluindo a China e os Estados Unidos.

Outros sectores estão no bom caminho. No sector privado, é notável a mudança para estabelecer uma maior ênfase nas dimensões sociais, económicas e ambientais do desenvolvimento. E as Nações Unidas mudaram o seu foco para trabalhar em projectos que reunem todas as partes interessadas e esforços conjuntos para alcançar metas e resultados de impacto mais eficientes.

Claramente, neste primeiro aniversário dos ODS realizaram-se grandes progressos.

Mas ainda há muito a ser feito, para implementar o plano dos ODS. Este "plano" dos ODS fornece não só objectivos específicos, mas também metas muito claras que devem ser alcançadas para conseguir resolver os desafios do nosso planeta e os desafios enfrentados pelas pessoas ao redor do mundo.

 

Como podemos manter este progresso e obter um futuro sustentável?

É aí que entra a parte interessada, o mais importante que são as pessoas. O apoio público e o compromisso público serão essenciais para transformar os ODS, de aspiração em realidade.

O meu objectivo é que 2 bilhões de pessoas ao redor do mundo estejam cientes dos ODS até o final de 2017 e mais de um milhão de pessoas se tornem activistas e agentes de mudança, para pressionar os decisores e responsabilizá-los até que to nosso mundo seja mais sustentável.

Crianças e jovens, têm um papel particularmente importante a desempenhar, como rostos de movimentos sociais, orientadores da mudança social e portadores de um futuro mais Sustentável, para as gerações futuras.

O primeiro aniversário da aprovação dos ODS é uma oportunidade para celebrar todas as conquistas neste primeiro ano, para convidar mais pessoas para transformarem os ODS em realidade e, mais importante agradecer aos governos, empresas e grupos da sociedade civil pelos seus importantes esforços.

Se todas as partes interessadas continuarem a trabalhar no sentido de se construir um mundo sustentável e resiliente, o cumprimento das metas dos ODS nos próximos catorze anos e a transformação  da maneira como vivemos, será uma realidade alcançável.

E nós vamos enfrentá-lo porque não temos um Plano B. Também não temos um planeta B.


Dr. David Nabarro, é Conselheiro Especial do Secretário Geral para  Agenda 2030  do Desenvolvimento Sustentável e Mudanças Climáticas.