Mensagem do Secretário-Geral para o Dia Internacional da Democracia

Sep 15, 2016

Um ano atrás, os governos mundiais concordaram em uma agenda ambiciosa de desenvolvimento sustentável para os próximos 15 anos. Eles reconheceram que o que as pessoas querem não é tão complicado - mas que exige uma transformação de como as nossas economias e sociedades funcionam.

As pessoas querem comida e abrigo; educação e cuidados de saúde e mais oportunidades econômicas. Elas querem viver sem medo. Elas querem ser capazes de confiar nos seus governos e nas instituições globais, nacionais e locais. Elas querem o pleno respeito pelos seus direitos humanos e elas estão justamente exigindo mais voz nas decisões que afetam suas vidas.

Cada um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável reflete os desejos fundamentais compartilhados pelas pessoas em todos os lugares.Em unânime, as 17 metas compõem um conjunto de desafios, escolhas e oportunidades que as pessoas encontram em suas vidas cotidianas.Cumprindo um amanhã melhor exigi-se respostas integradas aos desafios interligados.

Os princípios democráticos executados através da Agenda como um fio de ouro, de acesso universal aos bens públicos, saúde e educação, bem como lugares seguros para se viver e oportunidades de trabalho digno para todos. A meta 16 direciona a democracia direta: ela apela por sociedades inclusivas e instituições responsáveis.

Os Objectivos  demonstram uma dinâmica importante: a governação democrática efectiva aumenta a qualidade de vida para todas as pessoas; e o desenvolvimento humano será mais provável concretiza-lo se as pessoas tiverem direito a palavra  na sua própria governação, e uma oportunidade de compartilhar os frutos do progresso.

Nossa nova Agenda visa  deixar ninguém para trás, o que significa que temos de alcançar aqueles que raramente são vistos ou ouvidos, e que não têm voz ou grupo para falar em seu nome. A implementação das Metas devem ser sustentadas por uma sociedade civil forte e activa, que inclui os mais fracos e marginalizados. Devemos defender a liberdade da sociedade civil para operar e fazer este trabalho essencial.

Ban Ki-moon