Cuando Cubango: Ecoturismo e formação de fiscais na Agenda do segundo dia

Jun 4, 2016

Cuando Cubango, 04 de Junho de 2016 - Hoje é o segundo dia de actividades em alusão ao Dia Mundial do Ambiente e a Ministra do Ambiente, Fátima Jardim, acompanhada de uma delegação composta pelo Director-geral do Programa das Nações Unidas para o Ambiente (PNUA), Akim Steiner, a Directora regional para África do Programa das Nações Unidas para o Ambiente (PNUA), Juliette Biao, o Coordenador Residente das Nações Unidas em Angola, Paolo Balladelli, o Director do PNUD em Angola, ambientalistas e jornalistas de vários pontos do mundo, cumprem a Agenda de  trabalho programada para o segundo dia no Cuando Cubango.

Para o dia de hoje a delegação sobrevoou com um helicóptero um sector da bacia do Okawango Zambesis onde onde há uma importante iniciativa regional que integra Angola, Botswana, Namíbia, Zâmbia e Zimbabwe. Igualmente teve lugar a inauguração de uma escola regional de formação de fiscais no município de Missombo, em Menongue. A escola vai formar mais de 400 fiscais ambientais por ano, ocupa uma área de 10 hectares e comporta 12 salas de aulas.

De sublinhar que Angola honra cada vez mais o seu compromisso para a protecção do elefante. Nesta jornada em alusão ao Dia Mundial do Ambiente, é fundamental que se debruce mais sobre o Plano de Combate ao Comércio do Marfim, à caça furtiva, uma estratégia de toda a África, até ao ano de 2030.

Salienta-se que, o reforço da cooperação internacional para a protecção da biodiversidade em África, a implementação de boas práticas, o fortalecimento de parcerias com as instituições regionais e o desenvolvimento de programas de educação ambiental no seio das comunidades são alguns aspectos da Declaração do Cuando Cubango, como resultado da conferência internacional sobre a caça furtiva e os efeitos nefastos para o continente africano, realizada em Setembro de 2015.

Para mais informações sobre a situação actual dos Crimes Ambientais, consulte o link: O AUMENTO DOS CRIMES AMBIENTAIS