Luanda acollhe fórum sobre Desenvolvimento Sustentável promovido pelo Ministério do Ambiente

May 20, 2016

Luanda, 20 de Maio de 2016 - Um fórum sobre Desenvolvimento Sustentável denominado "Ambiente, Sustentabilidade e Desenvolvimento” teve lugar nos dias 19 e 20 deste mês, em Luanda, promovido pelo Ministério do Ambiente, em parceria com a Universidade Independente de Angola (UNIA). De referir, que nesse mesmo âmbito foi assinado o Memorando de Cooperação, entre o Ministério do Ambiente e a UNIA.

Fátima Jardim referiu na abertura do referido evento, que “o Desenvolvimento Sustentável quando é focado na salvaguarda do Ambiente permite diminuir a pobreza”, reforçando assim o compromisso assumido por Angola com a Agenda pós 2015 e com a ratificação do Acordo sobre as Alterações Climáticas, aprovado recentemente em Paris por 195 países.

O Coordenador Residente das Nações Unidas, Paolo Balladelli, participou no acto de encerramento, realizado com a presença da Secretária de Estado para a Biodiversidade e Áreas de Conservação do Ministério do Ambiente, Paula Francisco Coelho, o Magnifico Reitor Filipe Zau, Deputados da Assembleia Nacional, técnicos de diversos sectores, docentes e discentes da UNIA. Balladelli frisou que  “acredito que este acordo é uma componente da parceria triangular que envolve o Ministério do Ambiente, as Entidades Académicas e as Nações Unidas e que representa uma força dinâmica essencial para acompanhar o país no alcance das metas do desenvolvimento sustentável”.

“Nesta perspectiva, é fundamental desenvolver boas parcerias com as Universidades, que são a fonte de conhecimento para os jovens, que por sua vez podem continuar as pesquisas académicas, estudos sobre os temas de desenvolvimento sustentável, incluindo o ambiente” concluiu o Funcionário da ONU.

Ressalta-se que este evento permitirá melhorar a base de dados para acompanhar o trabalho a ser feito pelo sector do ambiente, bem como na identificação das causas de grandes problemas como a pobreza. Outro aspecto importante do evento, é a oportunidade de abordar questões intersectoriais que se associam à luta contra a pobreza, para permitir o desenvolvimento humano, social, político e económico, tendo em conta os desafios actuais e as mudanças necessárias para o bem-estar de todos e a preservação do planeta.