MENSAGEM DO SECRETÁRIO - GERAL SOBRE O DIA MUNDIAL DA VIDA SELVAGEM, 3 de Março

Mar 3, 2016

O SECRETÁRIO - GERAL

DIA MUNDIAL DA VIDA SELVAGEM

3 Março 2016

Os esforços mundiais para proteger os animais estão a ganhar força. No ano passado, os Estados-Membros das Nações Unidas aprovaram os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, que incluem as metas específicas para acabar com a caça furtiva. A Assembleia Geral também aprovou por unanimidade uma resolução para limitar o tráfico ilegal de espécies selvagens. Estas manifestações poderosas de determinação política para acabar com estes crimes altamente destrutivos estão agora a ser apresentadas em acções no terreno através de esforços colectivos pelos países em todo o mundo

No entanto, para proteger este património natural essencial para esta e futuras gerações, muito mais precisa ser feito por actores-chave em todos os continentes e em todos os sectores. Em particular, os esforços de conservação precisam envolver as comunidades que vivem em estreita proximidade com a vida selvagem.

O tempo está a esgotar-se para acabar com a crise da caça ilegal que ameaça algumas das espécies mais emblemáticas do mundo. Para combater a caça ilegal e o tráfico de espécies protegidas é essencial lidar com a procura e a oferta de produtos ilegais provenientes de animais selvagens, por meio de metas acordadas através de instrumentos internacionais, como a Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas de Fauna e Flora Selvagens (CITES).

Por muito tempo, o mundo foi testemunha de imagens chocantes do abate em massa de elefantes pelos caçadores furtivos. De acordo com a CITES, o abate indiscriminado de elefantes africanos e o tráfico de seu marfim continuam assustadoramente elevados. Os elefantes asiáticos também estão sujeitos a níveis crescentes de caça furtiva.

Muitas outras espécies, tais como chitas, pangolins, rinocerontes, tartarugas marinhas, tubarões, tigres, baleias e de alto valor madeireiro, enfrentam uma série de desafios diferentes, inclusive de mudança de habitat, sobre-exploração ou tráfico ilegal.

Neste Dia Mundial para a Natureza, apelo a todos os cidadãos, empresas e governos a desempenhar o seu papel na protecção de animais e plantas selvagens do mundo. As medidas tomadas por cada um de nós irá determinar o destino da vida selvagem do mundo. O futuro da vida selvagem está nas nossas mãos!